Comitê de Gerenciamento Bacia Hidrográfica do 

Rio Itajaí

Jornal do Almoço destaca importância das florestas na recuperação do solo

23/07/2018

A importância das florestas para recuperação do solo e abastecimento dos lençóis freáticos foi destaque na edição da última sexta-feira (20), do Jornal do Almoço. A matéria veiculada sobre os parques ambientais de Blumenau trouxe no Spitzkopf, um dos pontos mais altos da cidade, um exemplo ideal do que o Comitê legitima: as florestas auxiliam na retenção da água da chuva, evitando seu escoamento direto para o leito do rio, isso contribui tanto para amenizar eventos de cheia quanto para diminuir o assoreamento do rio.

O naturalista graduado em biologia, Lauro Bacca, demonstrou como a mata influencia na retenção de água que cai do céu. “Estamos protegendo o manancial, estamos protegendo a cidade contra enchentes e enxurradas, estamos protegendo a biodiversidade e estamos incrementando o turismo”, afirma Bacca. Se preservadas, as áreas que não possuem aptidão agrícola no Vale do Itajaí, 66% da bacia, são capazes de reter 500 milhões de metros cúbicos de água, mais do que os 463 milhões que são retidos atualmente pelas três barragens existentes.

Na reportagem é possível observar um dos princípios do Plano Integrado de Prevenção e Mitigação de Riscos de Desastres Naturais na Bacia Hidrográfica do Rio Itajaí (PPRD), de 2009: “A água deve ser armazenada tanto quanto possível”.

Já o Plano de Recursos Hídricos da Bacia do Itajaí (2010), aprovado pelo Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CEHR), conta com objetivos balizadores à proposição dos programas que muito se relacionam com a reportagem exibida pela NSC. Dentre os 28 existentes, seis têm relação mais direta com a repostagem:

 
4. Criar mecanismos para a consolidação das áreas de preservação permanente como espaços territoriais protegidos, em áreas urbanas e rurais;

7. Estimular as ações que objetivem a recuperação da mata ciliar;

8. Estimular a criação de programas municipais de recuperação de mata ciliar;

10. Estimular as atividades e técnicas produtivas que estejam compatibilizadas com a proteção ambiental e garantindo o equilíbrio na relação solo-floresta-água;

20. Promover a criação e a implantação de áreas protegidas priorizando a preservação das áreas de recarga e nascentes;

28. Financiar ações de conservação e recuperação da mata ciliar

 

Assista a matéria na íntegra por meio do link e saiba mais: https://goo.gl/PX5VGC

Parceiros Parceiros Parceiros Parceiros

(48) 3665-4200

Horário de Atendimento:

2a a 6a | 12h às 19h

Rod SC 401, km5, 4756 Ed. Office Park, bl. 2

Saco Grande, Florianópolis CEP 88032-00